Área de Associados

FAQ´s

1.       O que são janelas eficientes?

Janelas Eficientes são janelas que, pelas suas características técnicas (caixilho + vidro + ferragens), contribuem para a melhoria do isolamento térmico e acústico da sua casa, ao mesmo tempo que contribuem para a redução do consumo e factura energética.


2.     Quais são as principais vantagens das janelas eficientes?

As principais vantagens das janelas eficientes são: mais isolamento térmico, maior atenuação acústica, mais resistência ao vento, completamente estanque e impermeável à água e ao ar, mais segurança anti-intrusão (componentes de ferragens e vidros) e maior economia na factura energética.

   

3.     Ao instalar janelas eficientes, quais as poupanças no consumo e no custo da energia que se podem obter na habitação?

Ao instalar janelas eficientes, para além de obter maior conforto térmico e acústico está a realizar um investimento com retorno garantido. A instalação de janelas eficientes permite poupar até 40% no consumo energético da habitação (redução da necessidade de aquecimento no Inverno e de arrefecimento no Verão), com uma consequente poupança na factura energética.

  

4.       Quais as características técnicas a ter em conta na escolha de uma janela eficiente?

As características técnicas a ter em conta na escolha de uma janela eficiente dizem respeito, fundamentalmente, ao valor da transmissão térmica da janela (valor Uw). Quanto menor for este valor, melhor será o desempenho da janela ao nível do isolamento térmico. O valor da transmissão térmica da janela (valor Uw) é o resultado do valor de transmissão térmica do caixilho (valor Uf) + valor de transmissão térmica do vidro (valor Ug). 

Para comprovar a contribuição da janela para o consumo energético da sua habitação à classificação que esta tem ao nível da Etiqueta Energética (deve preferir janelas de Classe A e B).


5.      Quais as características técnicas que uma janela deve ter para melhorar a classe energética no âmbito da Certificação Energética de Edifícios?

Para questões de Certificação Energética dos Edifícios, o projectista e/ou o perito qualificado devem seguir os valores de referência para a transmissão térmica das janelas (valor Uw) definidos nos Regulamentos Técnicos em vigor, nomeadamente o Regulamento de Edifícios de Habitação (REH) e o Regulamento de Edifícios de Comércio e Serviços (RECS).


6.       Qual o contributo das janelas para melhorar o isolamento acústico da sua casa?

O ruído é um dos principais factores que afectam as zonas urbanas e que tem grandes implicações na saúde e na qualidade de vida. Os ruídos que afectam os edifícios e as nossas casas podem ter origem no exterior do edifício (mais frequentes) ou no interior do edifício e ter origem em fontes móveis (ruído de tráfego) ou fixas. No caso dos ruídos com origem no exterior do edifício, aqueles que têm origem no ruído de tráfego (rodoviário, ferroviário e/ou aéreo) são os que, no domínio das fontes móveis, têm maior importância para o nosso desconforto. 

No caso dos ruídos com origem no interior do edifício, e que têm origem em fontes fixas, estes provêem de equipamentos instalados na proximidade dos edifícios (máquinas de construção civil, equipamentos de casas de espectáculos e de diversão, indústrias pesadas, etc.). No que respeita ao isolamento acústico, as janelas apresentam-se como o elemento construtivo mais débil, permitindo a passagem dos ruídos indesejáveis, quer pelo caixilho e suas folgas/frestas, quer pelo vidro não isolante. Assim, a contribuição das janelas para melhorar o isolamento acústico da sua casa, é decisiva para possibilitar condições satisfatórias de conforto acústico que lhe permitam dormir, repousar e executar as actividades domésticas normais sem incómodo.


7.       Qual o contributo das janelas eficientes para a segurança anti-intrusão da sua casa?

O contributo das janelas para a segurança anti-intrusão da sua casa é bastante elevado. Isto, porque as janelas eficientes estão dotadas de ferragens de alta segurança, através da aplicação de pontos de fecho e de muletas que impedem a sua abertura pela parte exterior. As janelas eficientes podem ainda ser dotadas de vidros duplos laminados de segurança para reforço da capacidade anti-intrusão da janela.

Ao instalar janelas eficientes pode ainda complementar a sua interligação com sistemas de domótica ligados a alarmes, os quais detectarão a abertura de qualquer janela da sua casa.

 

8.     O nosso país é considerado um  país que tem muitas horas de exposição solar e um nível alto de raios ultra-violetas em alguns momentos do ano. É preciso ter alguns cuidados especiais ou escolher algum tipo de material especial?

Portugal é um país com maior exposição à radiação solar do que os países do norte da Europa. No entanto, quaisquer produtos comercializados em Portugal cumprem normas europeias relativas à durabilidade dos perfis dos caixilhos. A ANFAJE sugere, ainda, que seja solicitada ao fabricante a garantia do produto.


9.     Que tipo de vidro duplo devo escolher para maximizar o isolamento térmico e acústico da janela?

Para melhorar o isolamento térmico e diminuir a excessiva penetração de radiação solar pelo vidro deve optar-se por vidros baixo emissivos. No entanto, é necessário atender à orientação das fachadas. Para melhorar o isolamento acústico pode optar-se por vidros acústicos, normalmente laminados. Aconselha-se que solicite ao fabricante/instalador de janelas melhor recomendação após análise da obra e/ou projecto.


10.    Qual a espessura aconselhada para cada um dos vidros?

A espessura do vidro é variável conforme as necessidades da obra. Maior espessura da composição dos 2 vidros melhora a atenuação acústica.


11.     Quais as condições que uma janela deve assegurar relativamente à ventilação natural?


As janelas devem ter possibilidade de abertura para arejamento. No caso da colocação de janelas eficientes, a ventilação natural permanente pode ser assegurada pela colocação de grelhas de ventilação auto-reguláveis, no caixilho ou no vidro (a solução será variável conforme os respectivos fabricantes). Nestes casos, deve ainda atender-se que a colocação de grelhas de ventilação nas janelas deve conciliar os caudais de ventilação necessários para cada espaço, a atenuação acústica que estes oferecem e a garantia de elevado isolamento térmico.


12.      É fácil substituir as janelas antigas da sua casa por janelas eficientes?

Sim. A substituição de janelas antigas por janelas eficientes é, na maioria dos casos, um trabalho fácil e rápido de executar que não exige, normalmente, obras de construção civil. Os trabalhos a executar correspondem à desmontagem das janelas antigas e à instalação das novas janelas eficientes.


13.     Quanto tempo pode demorar a execução da substituição das minhas janelas antigas por novas janelas eficientes?

O tempo de execução dos trabalhos de substituição de janelas antigas por novas janelas eficientes está dependente da natureza e das características de cada obra. No entanto, estes trabalhos são normalmente de rápida execução.


14.     A substituição de janelas antigas por janelas eficientes necessita de autorização e licença por parte da Câmara Municipal?

A substituição das janelas antigas por janelas eficientes não necessita de autorização e licença por parte da Câmara Municipal, desde que corresponda a obras de alteração nas quais a substituição dos materiais confira um acabamento exterior idêntico ao original. Assim, sempre que possível, exija uma solução de janelas eficientes esteticamente similar à solução existente.

 

15.     O que devo exigir da empresa fornecedora e instaladora das novas janelas eficientes?

Quando optar pela substituição das suas janelas antigas por janelas eficientes deverá solicitar à empresa escolhida, o fornecimento e instalação dos seguintes elementos:

·         Declaração de conformidade de cumprimento da Marcação CE de janelas, de acordo com a norma NP EN 14 351-1 + A1;

·         Etiqueta energética da janela (SEEP janelas www.seep.pt);

·         Garantia do produto e do serviço (instalação em obra);

·         Exigência da recolha e envio das janelas antigas para reciclagem, conforme o cumprimento de requisitos de defesa do Ambiente.


16.     Quanto pode custar a substituição das janelas antigas por janelas eficientes?

A substituição das janelas antigas por janelas eficientes deverá ser objecto de um orçamento detalhado, no qual estejam descritos os custos do produto (janelas eficientes) e o custo do serviço (fornecimento, desmontagem das janelas antigas e instalação das novas janelas eficientes).

·         O preço pode ainda incluir algumas variáveis como:

·         Quantidade de janelas a substituir;

·         Tipologia das janelas (de batente e/ou oscilo-batente, de correr, de guilhotina, etc.);

·         Tipo de acabamento dos caixilhos;

·         Tipo e características do vidro duplo;

·         Local da casa (custos de deslocação).


17.     Qual o período de retorno do investimento na substituição das janelas antigas por janelas eficientes?

O retorno do investimento na substituição das janelas antigas por janelas eficientes depende dos seguintes factores, a ter em consideração:

·         Zona climática na qual está localizada a habitação;

·         Exposição das fachadas nas quais estão instaladas as janelas a substituir;

·         Tipo de construção do edifício (construção com ou sem isolamento térmico nas paredes envolventes exteriores e/ou coberturas);

·         Tipo de energia de aquecimento e/ou de refrigeração utilizada (electricidade, gás natural e/ou gasóleo).

No caso de a habitação localizar-se na zona climática mais fria no Inverno, o custo da energia de aquecimento será mais elevado para conseguir obter uma temperatura de conforto interior na ordem dos 22ºC. Neste caso, terá um retorno do investimento das novas janelas eficientes num período compreendido entre 7 a 10 anos. No caso de a casa estar localizada nas zonas climáticas de Inverno 2 ou 1, o retorno do investimento das novas janelas eficientes pode variar entre 9 e 15 anos.

 

18.     Existem reduções no IRS para compra e montagem de janelas eficientes?

Não está previsto qualquer benefício fiscal no âmbito da aprovação do Orçamento de Estado de 2014.


19.     Existe diferença entre IVA do material e IVA da mão-de-obra da montagem?


Normalmente não existe distinção, salvo se a obra estiver abrangida por programas RECRIA ou RECRIPH ou qualquer outro programa local/municipal.

No caso da habitação localizar-se numa ARU – Área de Reabilitação Urbana, o IVA é reduzido (taxa de 6%) para as janelas e para o valor da mão-de-obra de montagem (neste caso consulte a sua câmara municipal).



20.     Ao substituir as janelas de uma habitação, qual a vantagem de escolher uma janela com etiqueta energética de classe A?


A opção por uma janela de classe “A” em substituição de outra com desempenho equivalente à classe “F”, pode significar até 50% de redução nas necessidades de energia através das janelas para aquecimento e para arrefecimento. Além da poupança na factura energética, beneficiará ainda de uma casa mais confortável e com menos ruído vindo do exterior.

 


21.      No caso das janelas eficientes com etiqueta energética, como obter ajuda para escolher as janelas para uma habitação?  

Todas as empresas aderentes ao SEEP possuem profissionais qualificados com capacidade para lhe explicar qual a melhor solução para uma habitação. Além da classe energética a etiqueta possui informação técnica adicional que poderá ajudá-lo na tomada de decisão.

 

22.     Como sei se uma empresa está habilitada a emitir etiquetas energéticas SEEP? 

No site do SEEP (www.seep.pt ) pode consultar todas as empresas aderentes, pelo que bastará visualizar a listagem pública ai disponível.